Saudades de ver flores sem dor e sem fazer cálculos para ver se o fim da caminhada se vai realizar. Por isso vos digo: corram e olhem as flores enquanto podem!

Estas são as minhas flores, as flores do meu sofrimento, mas sinto uma alegria enorme ao olhá-las: como não sei o nome da maioria delas, limito-me a tratá-las por igual, chamando-lhe flores. As minhs flores lindas! Quando um dia fizer a minha última caminhada, elas ficarão todas comigo.

Algumas destas flores, olhei-as depois do jogo frente à Inglaterra. Fui fazer a minha caminhada e apreciar as flores selvagens ou semi-selvagens. Na "picada de terra", onde o pó é nossa grande companhia, há um recantinho tipo quintal livre (sem muro) de alguém que as deve olhar como eu e as abelhas e que lhe dá de beber, pelo menos no fim de semana. Sempre que me desloco a esse local, cerca de 30 Kms a norte de Santarém, tenho de dar a minha caminhada só para olhar as flores e meia dúzia de árvores de fruta. Adoro fazer aquela caminhada, mesmo custando-me tanto como me custou esta vez. Vivam as flores!

Em todo o mundo há flores lindas, como as minhas Flores de Inverno ou Flores da Vida mas, não ofuscam as flores das minhas Montanhas Lindas

publicado por Ventor às 18:55